sábado, junho 12, 2010

Esses meu quereres..

Queria tão somente ser colo..
E ter por segundos que fosse tua cabeça pesando bem aqui. Peso que aguentaria por uma eternidade, trazendo junto o cheiro dos seus cabelos ainda molhados, na pressa de me encontrar ancisosa em minha casa, esperando que faças presença.

Queria tão somente ser ouvidos..
E ter por segundos que fosse tua sonoridade bem aqui. Angustias, medos, dúvidas, confidências, conquistas, planos..Tudo assim exposto, na confiança de quem fala para quem ouve. Voz leve, segura. Riso solto, de menino..Seu riso. Meu riso..

Queria tão somente ser olhos..
Te ver por segundos, em minha frente, bem aqui. Saber se andas do mesmo jeito, se vestes as mesmas roupas, se tens as mesmas mãos, tão delicadas, tão minhas..Poder brincar com tua barba mal feita, fazer palhaçadas para te ver sorrir, te puxar pelo braço e te levar comigo para ser feliz.

Queria tão somente ser olfato..
Te ver por segundos que fosse, em minha pele, bem aqui. Cheiro verde de um campo extenso, ainda molhado pela chuva ao fim da tarde. Cheiro bom de paz, segurança. Daquele perfume que ficou, depois do jantar carinhoso, em tudo que é meu, em mim..

Queria tão somente..
E são tantos quereres que me tomam que acabo por concordar com Nietzsche: "talvez o que eu ame mesmo seja o desejo e não o desejado!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário