segunda-feira, junho 21, 2010

Faxina

Nunca pensei que esse dia fosse chegar.
Aliás, pensar eu até pensei, mas fui adiando o quanto pude, o tanto que a minha falta de coragem me permitiu!
Mas hoje...
Hoje CHEGA!
Resolvi abrir meu "guarda-roupa" e me desfazer das velhas roupas que trago comigo a algum tempo. Entende-se a metáfora!
Umas estavam mofadas, outras corroídas pela traça, outras desabotadas, sem graça, sem jeito, sem uso!
Nunca pensei que fazer isso fosse doer tanto, mas é que meu "guarda-roupas" está mesmo precisando de espaço, de ar, de "roupas novas".
Dói, dói até nos ossos da alma.
Mas meu cansaço pedia isso, minha alma clamava por isso e meu coração...
Meu coração, ops! digo... meu "guarda-roupas" precisava deixar entrar nova luz, novo ar, nova cor, novos timbres, novas tendências...
Chega de colocar naftalina pelos cantos, chega de colocar remendos que logo logo arrebentarão.
CHEGA!!
Já deu, já foi...

Agora é só deixar entrar... Mesmos que minhas pernas tremam de medo só de sentir essa sensação!

Estou bem!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário