quarta-feira, junho 16, 2010

Sobre poeira, perfumes e memórias

E me perguntam porque sou feita de lembranças...
Sei lá!
De que outra substância poderia ser feita então?
Eu não tenho motivos para esquecer o que vivi.
Eu gosto mesmo é de ser "museu"...
Sem que para isso eu precise exumar corpos já estão em putrefação!
Eu gosto de (re)viver lembranças e não pessoas (algumas quem sabe).
Eu gosto mesmo é de acumular histórias, risos, tons, sons e perfumes.
Gosto...
Gosto do cheiro antigo, do papel amarelado, da rosa já seca colocada cuidadosamente dentro de um livro velho, da fotografia sem brilho.
Eu sou feita de folhas secas, de poeira, de poesias já declamadas, de música fora de moda.
Trago em mim a velhice que ainda está por vir.
Vivo o presente intensamente, mas tenho uma memória super-povoada!
Mas sabem qual é mesmo o problema?
Quando você já teve muito, o pouco é pouco demais.

Um comentário:

  1. Eita que essa menina ta rômantica hauhauahaua, tô gostando de ver viu

    ResponderExcluir