quinta-feira, julho 01, 2010

Curativo

Prefiro mil vezes ser a ferida, que deixa a cicatriz, do que ser a tentativa de um curativo na vida de alguém!
É difícil engolir essa verdade?
Certamente!
Contudo, tentar ser curativo muitas vezes é bem mais frustante.
Não tenho vocação para band- aind.
Me recuso a ser o que a outra não foi.
Me recuso fazer o que ela não fez.
Me recuso a repetir o que de bom ela deixou.
Me recuso a ser comparada, analisada, igualada!
Me recuso a não poder amar na minha particularidade, do meu jeito, a minha maneira.
Prefiro pecar por causar eventualmente (ou involuntariamente, diga-se de passagem...)
uma cicatriz, a ter que me contentar com a função sem graça de um curativo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário