sexta-feira, setembro 17, 2010

O bem...


Tenho andado meia abusada de determinada coisas ( e pessoas!)*.
Acho que isso não é algo fora do normal, muita gente abusa muita coisa e eu já tive momentos como esse antes. Então, o que de interessante existe nisso, que eu ache pertinente para estar aqui agora escrevendo sobre?
A importância reside no fato de que, determinadas coisas que ocorrem conosco, se somatizadas, se tornarão patologia. Isso é verdade gente!
O meu abuso tá sendo refletido no meu corpo, ao ponte de, quando em momentos quaisquer, uma vez lembrando determinada coisa (ou pessoa)* chego a sentir náuseas, arrepios e etc etc etc.
Imaginem agora: Se um simples "abusinho" é capaz de fazer isso, pensem agora naquelas pessoas que nutrem o ódio por outras, o que não devem sentir?
Gosto de refletir sobre as coisas me incluindo nelas. Odeio aquela história de "pimenta no olho do outro é refresco", prefiro pensar, e se a pimenta tivesse no meu olho?
Pensem nisso vocês também!
Já dizia Paulo Coelho: Todos nós temos 2 cachorros interiores. Um manso, outro feroz.
Qual prevalecerá? Aquele a quem você melhor alimentar!
Alimentem o bem... O mal deixem morrer de fome!

Nenhum comentário:

Postar um comentário