sábado, setembro 11, 2010

Preciso.


Preciso de mais coragem.
Preciso parar de me desdobrar para alcançar uma coisa que já foi embora.
Preciso compreender melhor que você não quer que eu voe contigo.
Preciso aceitar que minha esperança tá cada vez mais longe do meu sonho.
Preciso parar de me doer e tentar sorrir para o amor mesmo eu não o alcançando mais.
Preciso entender que ninguém tem a obrigação de completar o que eu acho que me falta. O problema é que sempre que eu digo que "não me importa", me importa e muito. Aprendi que não adianta gritar, quebrar as coisas, chorar, querer morrer... se não for pra ser, não vai ser. Mas só queria entender porque quando a gente demonstra sentimento a coisa se perde a toa, é que sei lá, hoje acordei com uma saudade e ao mesmo tempo com uma compreensão tão estranha. O que se pode fazer não é mesmo? Me doeu muito, me doí as vezes (quase sempre)... no começo me pareceu tão egoísta, mas quem sou eu para querer julgar o que se passou na cabeça dele naquele momento? Quem sou eu para querer discutir dos sentimentos dos outros? Preciso entender e as vezes acho que entendo, que enquanto eu o desejava ele desejava outra coisa. Sem ódio, sem rancor, somente aceitação. E o que eu realmente preciso é viver intensamente o presente porque ele também vai virar passado no futuro e eu sei também vou sentir a falta dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário