sexta-feira, novembro 19, 2010

A caça.



"Quem não tem cão, caça com gato!", já dizia a frase celebre, que ao longo das décadas foi/é utilizada por muita gente. A frase tem uma moral, que muitos, mesmo fazendo uso desta, não prestam atenção.
Lá vai: Gente, o que importa não é como se caça, nem o que vai se caçar...
O que importa mesmo é o ato, a ação de caçar. A prática por si só, já vale o esforço! Penso assim...
Para tudo nesta vida, o que vale não é o produto final dos nossos esforços, isso é mera consequência.
O que vale mesmo é que nos esforcemos. É o suor do nosso rosto que nos trás satisfação. É o cansaço no fim do dia, que faz com que nos sintamos dignos, dignificados!
Não importa que ganhemos 1 milhão ou um salário mínimo ( sem querer ser hipócrita, e não descartando que dinheiro é sim, muito bom!), importante mesmo é se ao colocarmos a cabeça em nosso travesseiro, teremos a consciência de que fizemos o melhor que pudemos fazer naquele dia! De que estamos no lugar certo, no caminho certo...

Caçar sempre... com cão, gato, ou até mesmo sozinhos!

Um comentário:

  1. Concordo plenamente, mais importante que o destino de chegada é a própria viagem!

    ResponderExcluir