quinta-feira, janeiro 19, 2012

Tempo.




Perdemos o controle sobre nossas decisões. Culpamos o destino. E pesamos essas decisões sem nenhum tipo de razão. Então vemos os bem sucedidos, os felizes, os perfeitos.
Então buscamos a perfeição em cada ato, cada palavra e cada sentimento.
O cara perfeito, a garota perfeita. A casa perfeita. A música perfeita. E nos deparamos com imensa imperfeição. E criticamos a imensidão. A demora e os obstáculos. E nos sentamos, olhando a vida. Resmungando baixinho, como seria mudar daqui. E desvendar o mistério de outros planetas. E bebemos mais um gole de café. E continuamos aqui. E a vida passa, uma, duas, três vezes... E não nos damos conta que ela sempre vai. E volta. Mas que de tão camuflada em destino, não vemos nem sentimos.



"Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário