sábado, julho 13, 2013

A dor.

 
Às vezes, os sonhos caem no chão como pedacinhos de estrelas que pouco a pouco se apagam. O coração chora em silêncio e quando as lágrimas caem, gelam todo o corpo, e o coração de tanto amar se converte em gelo para não sofrer mais, para não chorar. Mas um dia se eu "voltar ao céu", ainda existirá milhões de estrelas e cada uma é um sonho para cumprir e a força interior derreterá o gelo que ficou no coração. Só não posso deixar de acreditar, porque o amor e os sonhos são a única porta para a eternidade.

"— O que você quer?
— Mais uma dose… Tequila dessa vez.
— Bebida não vai curar sua dor.
Mas vai me fazer esquecer… Pelo menos por um tempo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário