sexta-feira, abril 04, 2014

Espero.



Considero “nunca” uma palavra muito forte. Tudo bem, sei que não sabemos o dia de amanhã, nem a certeza do que seremos, por onde andaremos, qual caminho iremos seguir e sei também que não temos previsão nenhuma do futuro, mas uma coisa é certa: Independente disso, a esperança ainda vai existir. E é isso que nos mantém vivos. Não podemos desacreditar do que queremos e esperamos, dos nossos planos e desejos mesmo com todos os empecilhos que encontraremos. A nossa felicidade vale mais que a dificuldade. Temos que respirar fundo, colocar um sorriso no rosto e seguir em frente. E quando as coisas derem errado, não pense que os seus esforços tem sido em vão.


Eu parei de fingir que não me importo... 
E comecei a não me importar mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário